Covid-19

Superada a falha de comunicação, já arrancou a vacinação em Cabeceiras de Basto

Superada a falha de comunicação, já arrancou a vacinação em Cabeceiras de Basto

Depois de uma falha de comunicação ter impedido o início, este sábado, da vacinação ao pessoal docente e não docente do pré-escolar e primeiro ciclo de Cabeceiras de Basto, este domingo o processo está em marcha e corre a bom ritmo.

"Ontem ao final do dia foi finalmente possível convocar as pessoas e a adesão está a ser muito boa", confirmou, ao JN, Maia Ramos, coordenador da USF O Basto.

Um dia de atraso que acaba por não ter tido grandes consequências já que, como não receberam a listagem dos professores até ao fim do dia de sexta-feira, acionaram um plano B para que as vacinas não se perdessem. "Tínhamos uma listagem de maiores de 80 anos para dar sequência a partir de segunda ou terça e antecipamos e essas pessoas já vieram no sábado. As 48 horas de validade da vacina obrigaram a uma ação rápida", explicou.

Para este domingo estão convocadas 190 pessoas que, tal como a professora Lucília Barros, receberam a convocatória já era noite de sábado. "Recebi uma mensagem às 21.30 horas mas depois ainda me ligaram. Não hesitei em vir porque isto é para o bem de todos", referiu esta professora de Paços de Ferreira que se deslocou de propósito a Cabeceiras de Basto para "resolver já isto para meu bem e dos miúdos com quem lido todos os dias", sublinhou.

Recorde-se que ontem os profissionais de saúde estavam no Cento de Vacinação de Cabeceiras de Basto à espera do pessoal docente e não docente mas ninguém apareceu, fruto de um erro de comunicação que foi atribuído aos Serviços Partilhados do Ministério da Saúde.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG