Covid-19

Três municípios da região de Basto unem-se para criarem centro de rastreio

Três municípios da região de Basto unem-se para criarem centro de rastreio

Os municípios de Cabeceiras de Basto, Celorico de Basto e Mondim de Basto uniram-se para uma iniciativa que consideram "pioneira a nível nacional" e vão criar um centro de recolha e análise de exames à Covid 19. Um plano que mereceu a concordância da ARS Norte e que irá começar a funcionar na próxima segunda-feira, 13 de abril.

Num comunicado conjunto, as três autarquias referem que "esta medida responde a uma situação de emergência e permite, pela proximidade dos territórios e natural relacionamento entre os Municípios, que se preste um serviço absolutamente essencial, que está dificultado para os territórios de baixa densidade, criando uma dinâmica justificativa da presença de uma equipa de colheita, durante os cinco dias da semana, com uma gestão racional de tempo e recursos".

Ainda segundo o mesmo comunicado, as recolhas e análises "serão realizadas pelo laboratório Germano de Sousa, que colocará no terreno uma equipa com os meios técnicos deste laboratório certificado, criando em cada um dos concelhos um centro de rastreio".

"Estes centros irão permitir que os pacientes suspeitos de infeção e previamente referenciados pelo Sistema Nacional de Saúde, com prescrição médica e marcação prévia, possam realizar o exame e obter resultados, reduzindo, de forma significativa, o tempo de espera e as necessidades de deslocação", esclarecem no mesmo documento.

Este serviço estará convencionado com o Sistema Nacional de Saúde, que "suportará os custos financeiros, cabendo a cada um dos Municípios envolvidos a responsabilidade de assegurar o espaço onde funcionarão os centros de rastreio, bem como os meios materiais, humanos e técnicos para o seu funcionamento".

Os centros de rastreio funcionarão de segunda a sexta-feira, de forma alternada, garantindo duas manhãs e duas tardes em Cabeceiras e Celorico, uma manhã e uma tarde em Mondim e estarão instalados na sede destes três concelhos da Região de Basto.

A itinerância será realizada seguindo um modelo que tem em conta o número de habitantes e será alvo de uma monitorização dinâmica, que permite a cada momento fazer acertos, mediante a evolução da situação.

Outras Notícias