Esposende

Café Neiva deu 100 mil euros numa raspadinha

Café Neiva deu 100 mil euros numa raspadinha

O Café Neiva, em Vila Chã, Esposende, deu 100 mil euros numa raspadinha de cinco euros a um cliente que apenas queria comprar uma de três euros.

Passavam poucos minutos das 13 horas quando um dos clientes do costume do Café Neiva se sentou numa das mesas e pediu uma raspadinha de três euros. Um outro cliente, sentado ao lado, disse: "para mim é uma de cinco euros". E foi assim que começou a história do maior prémio entregue pelo Café Neiva. "Ao ouvir o amigo, o senhor que pediu a primeira raspadinha virou-se para mim e disse que, por ser feriado, afinal, também ia querer uma de cinco", começou por explicar ao JN a filha da proprietária, Sara Neiva.

E foi nessa raspadinha que o cliente ficou rico. "O senhor não percebeu logo que lhe tinha saído prémio, mas o amigo disse para ele ver melhor", acrescentou Sara Neiva, dizendo que, rapidamente, avisou o sortudo "para não fazer grande alarido do que se estava a passar".

A raspadinha saiu quinta-feira, mas Sara Neiva só o divulgou esta sexta-feira, já que, não sendo um agente oficial de venda da Santa Casa, quis primeiro comprar mais raspadinhas para ter em 'stock'. "Sabia que quando isto se soubesse ia ser uma 'bomba'. Para ter uma ideia, ainda nem limpei o balcão. Está cheio de raspadinhas que os clientes compraram para ver tinham a mesma sorte", contou Sara Neiva, que todas as semanas compra raspadinhas em outros cafés de Esposende para depois as revender no seu estabelecimento. "Somos a única freguesia do concelho de Esposende sem um agente oficial, esperemos que isto ajude a Santa Casa a mudar de ideias", frisou.

Nos últimos dois anos, no Café Neiva já saíram três prémios acima dos quatro dígitos, um de mil, um de dois mil e outro de cinco mil euros.

Outras Notícias