Cerimónia

Comoção no funeral do casal de namorados vítima de derrocada em Esposende 

Comoção no funeral do casal de namorados vítima de derrocada em Esposende 

Semblante carregado, lágrimas nos olhos e muita dor no último adeus ao casal de namorados que morreu, na passada quarta-feira, na sequência de um deslizamento de terras e pedras de grandes dimensões em Palmeira de Faro, freguesia de Esposende.

A igreja nova de Vila Frescainha São Pedro, em Barcelos - terra natal do jovem - foi pequena para acolher toda a gente que quis prestar a última homenagem a Susana Gonçalves e Fábio David.

Desde as 10.30 horas, familiares, amigos e até desconhecidos fizeram fila para se despedirem dos jovens de 22 anos. À volta dos caixões e à porta da igreja, os ramos de flores iam-se amontoando, com cartões que carregavam mensagens de dor profunda e de força para os familiares.

PUB

À passagem dos caixões rumo à carrinha funerária, os colegas de curso de Susana, que recentemente se tinha formado em Enfermagem, estenderam as capas do traje académico, enquanto uma salva de palmas e o choro dos familiares quebravam o silêncio, até então ensurdecedor.

Depois, foram largados no céu balões azuis, rosa e brancos. Os corpos seguiram para o Crematório Central do Vale do Ave, em Famalicão.

Susana Gonçalves e Fábio David estavam a dormir quando um deslizamento de terras e pedras gigantes desabou sobre a moradia e lhes ceifou a vida. No interior da habitação estavam, ainda, duas crianças e dois adultos, que escaparam ilesos. A Polícia Judiciária investiga as causas do acidente, enquanto a Câmara de Esposende decretou situação de alerta e evacuou toda a rua onde aconteceu a tragédia.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG