Rua da Liberdade

Incêndio ameaçou várias casas no centro de Guimarães

Incêndio ameaçou várias casas no centro de Guimarães

Uma casa ardeu completamente na sequência de um incêndio de grandes dimensões que deflagrou este domingo numa rua histórica de Guimarães. Fogo entrou em fase de rescaldo cerca das 20.30 horas.

O incêndio que deflagrou, este domingo, numa habitação próxima do centro histórico de Guimarães entrou em fase de rescaldo, perto das 20.40 horas, cerca de uma hora depois de ter sido dado como dominado.

PUB

Os fogo deflagrou, este domingo, pelas 18.30 horas, na rua da Liberdade, freguesia de São Sebastião , na zona histórica do centro de Guimarães. Às 20 horas, as chamas foram consideradas dominadas. Uma hora depois, o fogo entrou em fase de rescaldo.

Tratou-se de um "combate musculado", que permitiu que o fogo não se propagasse às casas vizinhas e não houvesse pessoas ou outras casas em risco, referiu o comandante dos Bombeiros de Guimarães, Bento Marques, reconhecendo que o cenário encontrado era "complicado" devido ao facto das construções terem "muita madeira", ou seja, "matéria considerada inflamável".

O presidente da Câmara, Domingos Bragança, e o vereador da da Proteção Civil, Amadeu Portilha, deslocaram-se ao local.

A habitação atingida pelas chamas, de grandes dimensões e localizada na freguesia de São Sebastião, está atualmente em reconstrução, para a instalação de um hostel, informou o presidente do município, Domingos Bragança.

Quer o responsável dos bombeiros, quer o município afirmaram que não há pedidos de realojamento.

"As casas vizinhas têm condições de habitabilidade. A câmara também fez uma análise e não há necessidade de realojar ninguém", disse Bento Marques.

As duas casas que ladeiam o imóvel afetado estão habitadas, mas não estão em risco, acrescentou o autarca.

As autoridades mobilizaram 68 homens e 14 viaturas dos Bombeiros de Guimarães, Vizela e Taipas (distrito de Braga).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG