Guimarães

Lugo será a Capital da Cultura do Eixo Atlântico em 2023

Lugo será a Capital da Cultura do Eixo Atlântico em 2023

A decisão foi tomada esta quarta-feira na reunião da Comissão Executiva do Grupo Temático das áreas da Educação e Cultura, em Guimarães.

A Comissão Executiva do Eixo Atlântico para a Educação e Cultura reuniu esta quarta-feira, 20 de abril, na Plataforma das Artes, em Guimarães, numa sessão que contou com a presença do secretário-geral, Joan Vázquez Mao, e os representantes dos vários municípios que constituem o Eixo Atlântico do Noroeste Peninsular.

Na reunião ficou decidido que a cidade de Lugo, na Galiza, será a próxima Capital da Cultura do Eixo Atlântico. Lugo é conhecida pelos vestígios da sua origem romana, principalmente pela muralha, conservada em todo o seu perímetro. A Muralha Romana, juntamente com a Catedral de Lugo e o Caminho Primitivo de Santiago, está classificada como Património da Humanidade.

Lugo segue-se a Braga que conservou o título de Capital da Cultura do Eixo Atlântico durante dois anos por, em 2021, não terem existido condições para avançar com o programa previsto.

Vice-presidente da Câmara de Guimarães vai liderar

Na mesma reunião a vice-presidente da Câmara Municipal de Guimarães, Adelina Pinto, foi eleita por unanimidade Presidente da Comissão Executiva do Grupo Temático das áreas da Educação e Cultura do Eixo Atlântico.

"A Galiza e o Norte de Portugal têm muito em comum e este trabalho de proximidade será importante para cimentar esta cooperação, proporcionando intercâmbios, partilha de experiências e boas práticas desenvolvidas pelos municípios", salientou Adelina Pinto, no final da sessão. Temas como a Educação Patrimonial e Cidadania, ou a Promoção da Saúde Mental nas Escolas serão abordados no Seminário de Intercâmbio de Educação, a decorrer no mês de junho no Município de Sarria, enquanto Ferrol vai acolher uma Mostra Musical aberta à participação de todos os municípios.

PUB

Adelina Pinto destacou ainda que os principais desafios passam por "conseguir partilhar os pontos comuns de interesse entre as cidades que pertencem a dois países e estão muito próximas, aproveitando as sinergias já existentes e promover o intercâmbio de programas e iniciativas, numa vertente de promoção cultural, turística e dinamização do território, num momento-chave para criarmos estas ligações", considerou.

O Eixo Atlântico do Noroeste Peninsular constitui uma Associação transfronteiriça de Municípios, de direito privado, sem fins lucrativos que configuram o sistema urbano da euro-região Galiza-Norte de Portugal. Esta associação baseou-se no Convénio-Marco sobre cooperação transfronteiriça entre comunidades ou autoridades territoriais, de 1990.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG