Protocolo

Modatex instala novo polo em Guimarães

Modatex instala novo polo em Guimarães

O MODATEX - Centro de Formação Profissional da Indústria Têxtil, Vestuário, Confecção e Lanifícios firmou um protocolo com o Município de Guimarães para a instalação de um polo na Cidade Berço. As formações servirão para elevar as competências dos funcionários das empresas têxteis da região e oferecer aos jovens cursos de nível pós-secundário e não superior.

Segundo José Manuel Castro, diretor do Modatex, o polo de Guimarães "surge, em grande medida, impulsionado pelo Município e virado para uma vertente mais tecnológica". Este centro de formação, criado em 2011, com base num protocolo celebrado entre o Instituto de Emprego e Formação Profissional, a Associação Têxtil e Vestuário de Portugal (ATP), a Associação Nacional das Indústrias de Vestuário e Confeção (ANIVEC/APIV) e a Associação Nacional dos Industriais de Lanifícios (ANIL), tem sede no Porto, delegações em Lisboa e Covilhã e polos em Barcelos, Vila das Aves, Lousada e, agora, Guimarães.

"Embora não tenhamos uma lógica de ano letivo, esperamos arrancar com as primeiras formações, em Guimarães, durante o mês de setembro", prevê o diretor do Modatex. O centro tem formações orientadas para jovens que permitem obter equivalência ao 12º ano ou cursos de especialização tecnológica que conferem uma qualificação de nível 5, pós-secundária, mas não superior.

Ao que o JN conseguiu apurar, o Modatex poderá ficar instalado no Estádio D. Afonso Henriques, embora, a Câmara Municipal afirme que há ainda outros espaços em avaliação.

Acordo

De acordo com o protocolo, o Modatex vai pagar à Câmara Municipal de Guimarães três mil euros em troca da disponibilização de um espaço para a instalação do centro de formação.

Polo tecnológico

PUB

Os cursos a instalar em Guimarães terão uma forte vertente tecnológica, preparando os formandos para atividades como a modelação digital 3D.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG