Premium

Monitorização inteligente deteta descargas no Ave

Monitorização inteligente deteta descargas no Ave

Sistema de sensores mede caudal do rio e das caixas de saneamento em tempo real. Já alertou para 22 ligações que foram desviadas para baixar a fatura do tratamento de efluentes.

A Tratave, empresa responsável pelo Sistema Integrado de Despoluição do Vale do Ave (SIDVA), desenvolveu um sistema inteligente de monitorização em tempo real do caudal do rio e dos efluentes que são transportados nas condutas de saneamento em alta dos concelhos de Guimarães, Vizela, Vila Nova de Famalicão, Santo Tirso e Trofa.

A medição é feita por sensores e está diretamente ligada a um programa informático que envia alertas sempre que há um desvio significativo da quantidade de saneamento que está a ser transportado. Se a quantidade de efluente que corre nos tubos for baixa, "estamos perante uma possível obstrução ou até uma paragem de uma estação elevatória", explica António Pereira da Silva, engenheiro civil da Tratave que desenvolveu o sistema.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG