Guimarães

Não há Inglês para todos no 1.º ciclo

Não há Inglês para todos no 1.º ciclo

A falta de professores de Inglês deixou muitos alunos das escolas do 1.º ciclo sem o ensino da língua inglesa, colocando-os em situação de desigualdade em relação a outros colegas. DREN mandou substituir por outras actividades.

Na EB 1 do Barreiro, na freguesia de Leitões, os alunos estão sem aulas de Inglês desde o início de Novembro, quando a professora contratada decidiu deixar aquela escola. Mas não é caso único, havendo outras escolas, sobretudo na periferia do concelho, onde não foram encontrados professores para preencher as vagas. A situação estende-se a outros concelhos, tendo sido dadas instruções pela Direcção Regional de Educação do Norte (DREN) para a contratação de professores de outras áreas para preencher o plano das actividades extra-curriculares.

"O que está a preocupar os pais, sobretudo dos alunos do 3º e 4º anos, é o facto de os meninos, quando chegarem ao 2º ciclo, encontrarem diferenças em relação a outros colegas que tiveram Inglês na escola primária", protesta Margarida Marinho, presidente da associação de pais da EB1 de Leitões. O assunto foi exposto aos responsáveis da escola e à Câmara de Guimarães mas sem resultados. "Dizem-se que está muito difícil porque há outras escolas na mesma situação, sabemos que foram abertos concursos mas que ninguém foi colocado e continuamos a insistir a ver se a situação se resolve", deu conta Margarida Marinho.

O problema, contudo, não deverá ser resolvido, pelo menos durante este ano lectivo, atendendo a que não há professores de Inglês suficientes para as necessidades, segundo justificou a autarquia vimaranense.

"Não há forma de solucionar, porque não há professores disponíveis e não é coisa que se possa fabricar. Abrimos concurso duas vezes e não foi possível preencher as vagas todas", justificou a vereadora da Educação Francisca Abreu, reconhecendo, a desigualdade que está a gerar. "Não há dúvidas de que os alunos que não tem Inglês não vão ter as mesmas competências nesta área que os alunos que tiveram, mas vão ter outras, noutras áreas".

Os alunos do 1º ciclo que não têm aulas de Inglês passarão a ter as horas preenchidas com uma actividade noutra área. "Recebemos na passada segunda-feira da DREN um ofício-circular que autoriza as Câmaras e as escolas a substituírem a actividade de Inglês por uma outra na ausência de professores dessa área, porque se reconhece a inexistência de professores disponíveis para colmatar todas as necessidades", revelou Francisca Abreu. Os contratos a que estão sujeitos os professores de Actividades Extra-Curriculares "garantem estabilidade, são muito mais vantajosos, não é à tarefa como foi nos primeiros dois anos".

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG