Turismo

Acesso a cascata fechado e cercado com arame farpado

Acesso a cascata fechado e cercado com arame farpado

Dono de terreno cobrava um euro por pessoa mas, impossibilitado, decidiu encerrar e colocar à venda acesso à cascata do Tahiti.

O fecho de um caminho privado por um terreno agrícola às cascatas do Tahiti, no Gerês, está a baralhar os veraneantes, que têm de voltar para trás e fazer um percurso mais demorado e perigoso. Os turistas estão a ser surpreendidos nos últimos dias pela porta do caminho agora fechada a cadeado e arame farpado à volta.

No ano passado, o dono do terreno cobrava um euro de taxa de passagem, mas alegados problemas com o Fisco e o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, que tutela o Parque Nacional da Peneda-Gerês, levaram Jorge Gonçalves a desistir de explorar o acesso e a impedir a passagem.

Ler mais na versão e-paper ou na edição impressa

Leia a nossa Edição Impressa ou tenha acesso a todo o conteúdo no seu computador, tablet ou smartphone assinando a versão digital aqui

ver mais vídeos