Braga

Reforço de meios no combate às chamas em Terras de Bouro

Reforço de meios no combate às chamas em Terras de Bouro

O fogo que lavra na encosta do Santuário de São Bento da Porta Aberta, em Terras de Bouro, ganhou dimensão e foi reforçado com meios terrestres e aéreos, ao início da tarde.

O fogo florestal que irrompeu pelas 10.51 horas em frente ao Santuário de São Bento da Porta Aberta, em Rio Caldo, Terras de Bouro, no Gerês, reacendeu cerca das 15.30 horas e já passou para a encosta virada para a vila termal do Gerês.

De acordo com o que o JN constatou no local, o vento tem vindo a provocar sucessivos reacendimentos, o maior dos quais cerca das 15.30 horas, levando a uma alteração dos pontos de combate às chamas.

A Marina de Rio Caldo está com o trânsito fluvial condicionado sempre sob fiscalização da Patrulha Náutica do SEPNA da GNR da Póvoa de Lanhoso, enquanto mais acima, já nas varandas panorâmicas do Santuário de São Bento da Porta Aberta, na localidade de Seara, os turistas assistem ao avanço do incêndio.

Nesta altura, são já 106 os operacionais que estão no terreno, com os Bombeiros Voluntários do concelho a serem apoiados por corporações de Amares e Braga, além de sapadores florestais e elementos do Grupo de Intervenção de Proteção e Socorro da GNR.

Estão no terreno 25 meios terrestres e 8 meios aéreos (três helicópteros e cinco aviões), que obrigaram à interdição de embarcações no rio Cávado e albufeira da Caniçada, informou fonte da GNR.

ver mais vídeos