Turismo

Vinho e gastronomia vão ser as novas atrações do Gerês

Vinho e gastronomia vão ser as novas atrações do Gerês

A Empresa Hoteleira do Gerês uniu-se a vários produtores de vinhos de referência (Nuno Vaz Morais, Luís Pato, Dirkt Niepoort e Anselmo Mendes) e ao chef de cozinha Álvaro Costa para diversificar a oferta turística da região, já conhecida pelas cascatas e pela sua vertente termal.

Bernardo Gomes de Almeida, sócio-gerente da empresa quase centenária, adiantou, sexta-feira, num almoço com todos os parceiros, que uma das principais novidades será a plantação de uma vinha nos terrenos que já possuem junto aos hotéis, para apostar no enoturismo. "Temos que nos atualizar e criar novos serviços e novas ofertas para quem nos procura. Vamos lançar o vinho do Gerês para mostrar que o Norte não é só Porto, os barcos do Douro, e o Gerês cobre uma área muito grande do Norte", afirmou o responsável.

Anselmo Mendes, uma referência na produção de vinho verde, tem boas perspetivas para o vinho que poderá nascer dentro de três a quatro anos. "O Nuno [Vaz Morais] desafiou-me e fez bem. O Gerês está dentro da região do vinho verde e tem condições ótimas para produzir brancos de excelência", admitiu o produtor, frisando que "os grandes vinhos estão associados a rios e a zonas termais".

"De manhã bebe-se água das termas e à noite bebe-se das vinhas", brincou Nuno Vaz Morais, da Portugal Boutique Winery, que esteve ladeado por Dirkt Niepoort, com ligações afetivas ao Gerês. "Passei os meus primeiros 20 anos na Caniçada, onde um tio tinha uma casa", confessou ao JN, assumindo uma "adoração" pela zona.

Segundo Bernardo Gomes de Almeida, a gastronomia baseada nos produtos locais será outra das estratégias para atrair gente à região. "O Gerês também tem queijos de cabra, tem carne barrosã e cachena", exemplificou o empresário, à margem de um almoço onde, além da prova de vinhos, se serviram alguns pratos para mostrar aquilo que poderá será o futuro das ementas locais.

No evento esteve presente o presidente do Turismo do Porto e Norte, Luís Pedro Martins, que elogiou a estratégia. "Estamos num momento em que temos de mostrar ao país que há excelentes razões para acreditarem que podem fazer férias inesquecíveis dentro do território", afirmou o dirigente, falando da vantagem do Gerês ser o único parque nacional do país.

Também Manuel Tibo, presidente da Câmara de Terras de Bouro, onde se insere a Empresa Hoteleira do Gerês, elogiou "ideia de trazer ao Gerês outros nichos de mercado". "Há aqui uma boa mesa e uma boa cama e as pessoas precisam de degustar as melhores gastronomias do território, acompanhadas por um bom vinho", referiu o autarca, assumindo que é "importante" a união dos operadores turísticos para divulgar a região.

Outras Notícias