Exclusivo

Câmaras de vídeo no cemitério para combater furtos e rituais

Câmaras de vídeo no cemitério para combater furtos e rituais

Junta de Calendário, em Famalicão, conta ter videovigilância até final do mês. Vai custar 10 mil euros.

Os furtos e os objetos que indiciam rituais, como champanhe, sal, embrulhos com carvão e cabelo, no cemitério de Calendário, em Famalicão, levaram a Junta de Freguesia a decidir instalar câmaras de videovigilância. O equipamento constitui um investimento de dez mil euros e deve estar a funcionar até ao final do mês.

"Há cerca de três anos que as pessoas nos alertam para objetos que desaparecem, hoje uma floreira, amanhã um ramo de flores, imagens e crucifixos", adiantou Estela Veloso, presidente da Junta de Calendário, uma das freguesias mais populosas do concelho.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG