Apoio

"Cuidar Maior" apoia cuidadores informais de Famalicão

"Cuidar Maior" apoia cuidadores informais de Famalicão

Começou a funcionar ontem, na Junta de Freguesia de Requião, Famalicão o projeto "Cuidar Maior", cujo objetivo é dar apoio ao cuidador informal.

Desenvolvido pelo Centro Social e Paroquial de Requião, pela Cooperativa de Ensino Didáxis, Junta de Freguesia e Conferencia Vicentina de Requião, o "Cuidar Maior" quer ser o "pilar" de apoio de todos os cuidadores informais do concelho de Famalicão a vários níveis, desde a saúde passando pela formação até à resolução de aspetos administrativos. Por outro lado, é ambição criar uma rede de parceiros que permita dar resposta às famílias para descanso do cuidador.

O projeto começou a funcionar graças ao financiamento de cerca de 26 mil euros do prémio BPI sénior, mas os responsáveis esperam que se prolongue no tempo. De resto, Paulo Cunha, presidente da Câmara de Famalicão, presente na cerimónia que marcou o início do projeto garantiu que "todos os projetos bem sucedidos" têm continuidade. O autarca salientou a "dimensão pioneira" do projeto.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG