Vila Nova de Famalicão

Famalicão é a capital das empresas alemãs

Famalicão é a capital das empresas alemãs

Famalicão é considerada por muitos a "capital das empresas alemãs". O universo de 13 empresas germânicas tem um grande peso na economia local. Dão emprego a cerca de 4400 pessoas.

Quando se fala em investimento alemão, vem à cabeça da maioria das pessoas a fábrica de pneus Continental Mabor e a indústria ligada às máquinas fotográficas, a Leica. Porventura, alguns não sabem que estão estabelecidas em Famalicão. Mas estão, tal como muitas outras.

Os dados recolhidos pelo JN afiançam que o concelho acolhe, pelo menos, 13 empresas de capital alemão em diversas áreas: pneus, máquinas fotográficas, componentes eletrónicos, comércio a retalho, agulhas têxteis, tubos para órgãos, fundição de ferro e têxteis.

São empresas que empregam à volta dos 4400 trabalhadores, embora o número aumente quando é necessário mão-de-obra temporária. Algumas destas indústrias fizeram novos investimentos, como a Leica, que está em fase de mudança para uma nova unidade fabril.

"Penso que, pelos números - ao nível da concentração do número de empresas e mesmo do volume de negócios -, podemos dizer que Famalicão é a capital das empresas alemãs", refere António Marques, da Associação Industrial do Minho (AIMinho).

As "elevadas condições de competitividade" de Famalicão - "localização privilegiada" relativamente às acessibilidades terrestres, aéreas e por mar - são fatores que o presidente da Câmara de Famalicão, Armindo Costa, considera "fator decisivo" para a escola do concelho para o investimento alemão. Aponta também a importância de a Autarquia ter "total abertura" aos investidores, "facilitando o mais que pode o desenvolvimento das suas atividades empresariais".

Não obstante o peso no concelho famalicense, António Marques frisa a "importância" do capital alemão vertido em empresas de todo o Norte. "Viana, Braga e Famalicão são, sem dúvida, os concelhos onde estão algumas das empresas mais importantes", sublinha.

PUB

O responsável nota que se trata de empresas com "forte aposta na tecnologia", com mão-de-obra qualificada que se relaciona "com centros de saber".

Além dos postos de trabalho, o "movimento" criado em seu redor, seja ao nível de comércio ou de outras empresas subcontratadas, é também salientado quer pela AIMinho quer pelo autarca de Famalicão.

A Câmara de Comércio Luso-Alemã realça, por seu lado, que a Alemanha é um dos "mais importantes investidores do país" e destaca na região de Braga/Famalicão a Bosch Car Multimédia e a Continental Mabor.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG