Exclusivo

"Galinha Mourisca" ajuda a atrair visitas à Casa de Camilo

"Galinha Mourisca" ajuda a atrair visitas à Casa de Camilo

Dois chefs e uma escritora tornaram real a receita de um dos pratos que o romancista referiu na sua obra. Em Seide São Miguel, Famalicão, poderá ser provado na cozinha da habitação.

"É de comer e gritar por mais" dizia o escritor Camilo Castelo Branco no seu livro "O Santo da Montanha" quando se referia ao manjar de galinha com pão tostado e ovos escalfados, a "Galinha Mourisca". É um dos muitos pratos da obra literária do romancista para quem a gastronomia assumir um importante papel. Na literatura e na vida. Uma relevância que tem vindo a amplificada no universo camiliano de Seide São Miguel, em Famalicão, onde se situa a Casa Museu de Camilo e o Centro de Estudos Camilianos, cativando visitantes. Uma captação que pode crescer com as obras de renovação e restauro das duas infraestruturas, cuja inauguração acontece em março.

O legado gastronómico do autor de "Amor de Perdição" é aliás, algo que a Câmara de Famalicão quer apostar. "Muitas são as páginas escritas por Camilo Castelo Branco com descrições inspiradoras daquilo que se comia em Portugal, no século XIX. E isso é um legado que queremos potenciar aliando a Casa de Camilo à gastronomia", diz o autarca Mário Passos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG