Covid-19

GNR investiga "festa pascal" com beijos e champanhe em Famalicão

GNR investiga "festa pascal" com beijos e champanhe em Famalicão

As sete pessoas envolvidas numa celebração pascal, no domingo, numa rua em Vermoim, Vila Nova de Famalicão, com direito a beijos na cruz e a champanhe, apresentaram-se esta segunda-feira no posto da GNR de Joane.

Os intervenientes já estão identificados. Será agora elaborado um auto de notícia com os factos que será remetido ao tribunal.

Num vídeo que acabou divulgado nas redes sociais, vê-se uma mesa colocada na rua e uma mulher a dar uma cruz a beijar a cerca de 10 pessoas ali presentes.

Uma vizinha foi chamada a juntar-se ao convívio e mostrava alguma renitência em aproximar-se, mas alguém disse "estamos separados, ninguém vê".

Outra pessoa alertou que alguém estava a filmar o momento.

"Deixa estar a filmar. Tem de estar a um metro", atirava outro presente no local.

Segundo a fonte da GNR, o caso será remetido para tribunal.

Em causa poderão estar os crimes de desobediência e/ou de propagação de doença contagiosa.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da Covid-19, já provocou mais de 114 mil mortos e infetou mais de 1,8 milhões de pessoas em 193 países e territórios.

Dos casos de infeção, quase 400 mil são considerados curados.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Em Portugal, segundo o balanço feito esta segunda-feira pela Direção-Geral da Saúde, registam-se 535 mortos, mais 31 do que no domingo (+6,2%), e 16.934 casos de infeção confirmados, o que representa um aumento de 349 (+2,1%).

Dos infetados, 1.187 estão internados, 188 dos quais em unidades de cuidados intensivos, e há 277 doentes que já recuperaram.

Portugal, onde os primeiros casos confirmados foram registados no dia 2 de março, encontra-se em estado de emergência desde de 19 de março e até ao final do dia 17 de abril.

Outras Notícias