Cultura

Folclore do mundo atua em Famalicão

Folclore do mundo atua em Famalicão

Promover a identidade local, nacional e internacional é um dos objetivos do Famafolk - Festival Internacional de Folclore de Famalicão, que decorre nos dias 2, 3 e 4 de agosto.

A iniciativa promovida pelo Grupo Etnográfico Rusga de Joane traz a Portugal grupos da Grécia, Itália, Sérvia e Espanha. O festival integra onze grupos, sete são portugueses e quatro estrangeiros.

A abertura do Famafolk decorre no largo da igreja da freguesia de Arnoso de Santa Maria, mas no dia seguinte o festival desloca-se para o Parque da Ribeira, em Joane. O encerramento do certame acontece na Câmara de Famalicão.

"A ideia é que o festival vá rodando por várias freguesias do concelho, e que a cada edição os grupos de Famalicão participem", explicou Ricardo Carneiro, diretor artístico da Rusga de Joane. Este ano, são quatro os grupos etnográficos que participam na iniciativa.

"As parcerias com as juntas de freguesia são essenciais", notou a mesma fonte, salientando a importância da partilha de culturas. Além dos espetáculos haverá também um workshop sobre "Danças no Mundo".

A Câmara de Famalicão é co-organizadora do festival porque, diz Leonel Rocha, vereador da Cultura, "tem havido uma preocupação na recolha etnográfica". "Temos a preocupação que todos os anos haja formação, e apoiamos os grupos e as suas atividades", adiantou o responsável, realçando a importância de "recriar" tradições e explicar qual a sua origem.

No concelho de Famalicão, existem 23 grupos etnográficos e ranchos folclóricos.