Última Hora

Morreu uma das idosas infetadas do Centro Social de Bairro

Morreu uma das idosas infetadas do Centro Social de Bairro

Morreu uma das utentes do Centro Social de Bairro, em Famalicão, que estava infetada com Covid-19. A mulher, de 91 anos, faleceu no hospital.

A instituição que acolhe 50 utentes tem nove idosos e cinco funcionárias que testaram positivo à Covid-19.

Segundo Paulo Cunha, presidente da Câmara de Famalicão ainda não foram realizados testes a todos os utentes "porque não há meios suficientes para fazer essa avaliação". Acrescenta que estão a ser realizados testes aos idosos "mais sintomáticos", e que em Bairro foram testados dez.

De resto, a Câmara de Famalicão veio este domingo a público, pedir a instalação de um laboratório de recolha e análises de testes Covid-19, já que considera que os testes necessários não estão a ser assegurados.

Paulo Cunha refere que apesar da disponibilidade transmitida na passada quinta-feira, às autoridades de saúde locais em custear os testes e encontrar as soluções logísticas necessárias para os fazer, foi informado que tal não é possível. "Não há condições técnicas para executar os testes", disse a JN. "Não há meios suficientes, não temos a quantidade de testes que precisamos", afirmou.

Entretanto, segundo a mesma fonte os utentes do Centro Social de Bairro estão em "isolamento profilático", e separados por três "áreas diferentes" de acordo com o seu estado de sáude, de modo a que não tenham contato uns com os outros.

Para já, diz Paulo Cunha, a instituição tem conseguido dar resposta, até porque possui uma "área razoável", e os recursos humanos afetos à infância estão agora alocados aos seniores.

Entretanto, a Câmara de Famalicão está a terminar a preparação de dois espaços de retaguarda para eventuais necessidades. A preparação de dois pavilhões municipais climatizados com capacidade para 200 camas está a ser ultimada para a eventualidade de haver necessidade de evacuar lares de idosos.