Covid-19

Utentes de lar de apoio à deficiência infetados em Famalicão

Utentes de lar de apoio à deficiência infetados em Famalicão

Há utentes e funcionários do lar residencial "A Minha Casa" da Associação de Prevenção e Apoio à Deficiência (AFPAD) em Vermoim, Famalicão, infetados com o novo coronavírus.

Segundo uma publicação de 31 de agosto na página do Facebook da instituição, dois utentes estão internados no hospital e dez estão a ser tratados no lar. As 14 funcionárias estão "em quarentena, em tratamento ou em intervenção de acordo com a sua condição". O JN contactou a AFPAD para perceber qual a situação atual, mas não conseguiu obter qualquer informação, já que a instituição remeteu qualquer esclarecimento para a página na rede social.

Os casos de covid-19 no lar "A Minha Casa" foram detetados no passado dia 27. Entretanto, no dia 31, dois utentes continuavam internados "por prevenção", e dez estavam a ser tratados no lar, que garantia as "condições de segurança" e os serviços necessários, segundo a instituição.

Quanto às colaboradoras, a instituição não esclarece quantas estarão infetadas, notando apenas que as 14 estão "em quarentena, em tratamento ou em intervenção de acordo com a sua condição, devidamente acompanhadas pelas entidades competentes". "O mesmo se aplica à sua rede familiar", lê-se na página da AFPAD.

Segundo a mesma fonte é realizada diariamente a monitorização da situação entre a "direção da AFPAD e as entidades públicas adstritas à situação de emergência covid-19 e tomadas as respetivas medidas".

Outras Notícias