Covid-19

Escola de Vila Verde dá aulas pela Internet a 420 alunos, mas 180 não têm acesso

Escola de Vila Verde dá aulas pela Internet a 420 alunos, mas 180 não têm acesso

A Escola Profissional Amar Terra Verde, de Vila Verde, está a ministrar aulas pela Internet a 70 por cento dos 600 alunos, ou seja, a 420, aqueles que têm acesso à rede, disse ao JN o diretor. Há, no entanto, 180 alunos sem aulas por falta de rede.

João Luís Nogueira adiantou que "os professores ministraram, até agora, 900 horas de aulas por semana, por esta via, ou seja, 30 horas por semana a 30 turmas".

O gestor lamenta que 30 por cento dos estudantes estejam em zonas do concelho de Vila Verde e de outros concelhos vizinhos onde a Internet não chega ou não é eficiente, por falta de investimento governamental e das autarquias. "Isto cria um problema de desigualdade no acesso às aulas e aos trabalhos de casa, que teremos de resolver no futuro".

A escola colocou, na quarta-feira, 17 dos seus 150 trabalhadores e colaboradores em regime de lay-off.

João Luís Nogueira adiantou que, como a escola está fechada há 20 dias, há funcionários cuja missão específica não permite o teletrabalho, caso dos técnicos administrativos, dos cozinheiros, dos pasteleiros, dos auxiliares e dos de limpeza. "Vão para casa, mas recebem 66,6 por cento do salário, 70 por cento do qual pago pela Segurança Social e o restante pela empresa", sublinhou.

O gestor salienta que a EPAVT esteve fechada 20 dias, com 100 por cento dos encargos suportados pelo organismo, isto apesar de as receitas terem diminuído de forma relevante".

A escola tem ainda 130 pessoas a trabalhar a partir de casa, nas áreas da contabilidade e do ensino.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG