Premium

Vila Verde tenta fixar jovens com lotes a baixo custo

Vila Verde tenta fixar jovens com lotes a baixo custo

Entre 2001 e 2011, o concelho de Vila Verde viu a sua população crescer e chegar aos 47 985 habitantes. Contudo, a crise veio contrariar as estatísticas positivas e, entre 2011 e 2018, foram 1076 as pessoas que deixaram aquele município, segundo dados da Pordata. Para travar esta tendência e fixar jovens no concelho, a Câmara Municipal colocou à venda oito lotes a um euro por metro quadrado, tendo já conseguido alienar metade da oferta.

Os terrenos estão localizados na ex-freguesia de Portela das Cabras, agora pertencente à União de Freguesias de Ribeira do Neiva, uma das zonas mais rurais do concelho. Os candidatos não podem ter mais de 35 anos e têm que construir habitação em cinco anos. "O objetivo é dar oportunidades aos jovens que vivem cá, mas, também, atrair pessoas de fora", afirma o presidente da Câmara, António Vilela, sublinhando que esta faixa etária, também, está isenta de taxas de licenciamento urbanístico.

"Nunca gostei de sítios muito urbanos"