Braga

Professora mordida por cão vadio em Vila Verde

Professora mordida por cão vadio em Vila Verde

Uma professora de Matemática, com 55 anos, foi mordida nas duas pernas por um cão vadio, nas traseiras da Escola Básica de Vila Verde. O incidente ocorreu esta quinta-feira de manhã, pelas 9 horas.

Lúcia Fernandes dirigia-se a pé para o estabelecimento de ensino, quando foi surpreendida pelo ataque de um cão vadio, o mesmo que em maio passado já tinha mordido outra mulher, no mesmo local.

"Foi inesperado. Ele aproximou-se de mim, mas não estava a ladrar nem deu sinal que me ia atacar. De repente, mordeu-me uma perna. Eu dei um grito e mordeu-me a outra", relata a professora, que já apresentou queixa na GNR.

PUB

Lúcia Fernandes diz que os ferimentos foram ligeiros mas, como prevenção, comprou a vacina contra a raiva, depois de ser vista na Misericórdia de Vila Verde.

"Andar em Vila Verde não é seguro. E toda a gente sabe deste problema dos cães vadios e ninguém faz nada", lamenta, ao JN.

Até ao momento, não foi possível contactar com os responsáveis do Município.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG