Alfandega da Fé

Fogo no distrito de Bragança já entrou em fase de rescaldo

Fogo no distrito de Bragança já entrou em fase de rescaldo

O incêndio que lavra no distrito de Bragança entrou em fase de rescaldo, embora uma parcela da área atingida tenha ainda duas frentes ativas, disse o adjunto de operações nacional no Comando Nacional de Operações de Socorro.

"Neste momento temos um incêndio onde mais de metade da sua extensão está consolidada ou em fase de rescaldo. Na outra metade estão ativas duas pequenas frentes", acrescentou Carlos Guerra, perto das 20.30 horas.

De acordo com o responsável, não há habitações em perigo.

"Queremos consolidar o incêndio o mais rapidamente possível", frisou.

O incêndio florestal, que deflagrou na terça-feira, tem duas frentes ativas entre os Estevais (Mogadouro) e Carviçais, no concelho de Torre de Moncorvo, e dirige-se para uma "zona de mato onde não há qualquer tipo de problemas".

Na aldeia de Estevais, durante tarde, o fogo esteve a dezenas de metros das habitações, o que levou a uma intervenção "musculada " por parte de bombeiros, militares e população, apoiados por meios aéreos.

"Vivemos situações de grande aflição", disse um dos moradores da localidade nordestina à Lusa.

O vice-presidente da Câmara de Mogadouro, João Henriques, afirmou à Lusa que o sentimento das populações é de "preocupação" e receio, por causa de eventuais reacendimentos.

"No momento, e apesar dessa preocupação, há mais tranquilidade comparativamente com o período da noite de terça-feira, que foi de grande sobressalto, e as dimensões do incêndio nada têm a ver com as que foram atingidas durante a noite e madrugada ", frisou o autarca.

Durante a noite, o dispositivo de combate será "refrescado" com elementos de Lisboa e Leiria.

Segundo o sítio da Autoridade Nacional de Proteção Civil, estavam envolvidos no combate ao incêndio 669 operacionais, apoiados por 181 veículos, cerca das 20 horas.