Bragança

Festival Improvável leva concertos a nove concelhos transmontanos

Festival Improvável leva concertos a nove concelhos transmontanos

Pela primeira vez, nove concelhos do distrito de Bragança vão estar ligados numa rede de música e artes performativas através do Improvável-Festival das Terras de Trás-os-Montes, que decorre entre os dias 8 julho e 20 agosto. Todos os espetáculos têm entrada grátis.

Trata-se de uma iniciativa da Comunidade Intermunicipal das Terras de Trás-os-Montes (CIM) que investe mais de 249 mil euros para lançar "uma nova abordagem no campo da fruição e valorização do património", explica Jorge Fidalgo, presidente da CIM.

São nove palcos instalados em monumentos de referência, como conventos, palácios, igrejas, pelourinhos, fontes e castelos, localizados nos concelhos que fazem parte da CIM, nomeadamente Alfândega da Fé, Bragança, Macedo de Cavaleiros, Miranda do Douro,Mirandela, Mogadouro, Vila Flor, Vimioso, Vinhais.

PUB

"Vai aliar duas componentes artísticas fundamentais. Por um lado, a animação teatral e as iniciativas culturais próximas desses monumentos classificados e, por outro lado, valorizar esse património envolvendo a população local para que o identifique mais e aumente orgulho ", sublinha Jorge Fidalgo.

Além dos concertos, com artistas nacionais como Miguel Moura, Gisela João, João Gil, Rita Redshoes, Elisa Rodrigues, Cais do Sodré Funk, Retimbrar, Noble e Sara Correia, antes dos espetáculos haverá uma visita teatral exploratória do património arquitetónico, onde se recuperam mitos e lendas. Algumas dessas encenações estarão a cargo da Lérias-Associação Cultural radicada em Palaçoulo, no concelho de Miranda do Douro. "Queremos recuperar as histórias e as vivências do património para que a comunidade local, em primeiro lugar e os visitantes, fiquem a conhecer o nosso território", vincou o presidente da CIM.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG