Óbito

Funeral do estudante que morreu em Bragança realiza-se sábado na ilha do Fogo

Funeral do estudante que morreu em Bragança realiza-se sábado na ilha do Fogo

O corpo do estudante cabo-verdiano Luís Giovani, que morreu em 31 de dezembro após alegadas agressões violentas em Bragança, Portugal, é esperado esta segunda-feira na ilha do Fogo, de onde era natural, estando o funeral agendado para sábado.

A informação consta de uma nota divulgada esta segunda-feira pela Câmara Municipal de Mosteiros, onde nasceu, e que refere que o estudante e artista daquela ilha, que estava em Bragança desde outubro, morreu "após ser espancado por um grupo de cerca de 15 indivíduos".

A Polícia Judiciária portuguesa está a investigar a morte do estudante cabo-verdiano do Instituto Politécnico de Bragança (IPB), cujos contornos ainda não são claros.

O corpo do jovem, que morreu com 21 anos, deverá chegar à cidade de São Filipe, capital da ilha do Fogo, ao final da tarde desta segunda-feira.

"O presidente do IPB deverá acompanhá-lo nesta viagem entre Portugal e Cabo Verde para participar nas exéquias do estudante daquela instituição de Bragança", refere a nota da câmara de Mosteiros.

O funeral está marcado para sábado, pelas 10 horas locais (mais uma hora em Lisboa).

Outras Notícias