Tribunal

Cinco condenados por roubo e furto em lojas de Bragança

Cinco condenados por roubo e furto em lojas de Bragança

O Tribunal de Bragança condenou, esta quarta-feira, quatro homens e uma mulher por três crimes de roubo e furto qualificado, praticados em coautoria material.

As penas aplicadas pelo Tribunal variam entre os dois anos e dois meses de prisão, suspensa por três anos, e os cinco anos de prisão efetiva. O grupo praticou os crimes em 2015, na cidade de Bragança, onde roubaram e furtaram artigos de uma loja que se dedica à comercialização de motociclos, um café e um automóvel.

A pena mais gravosa foi aplicada a um homem, de 27 anos, condenado a cinco anos de prisão efetiva por um crime de roubo e dois de furto qualificado, que está preso preventivamente. Trata-se de um indivíduo que, segundo o Tribunal, tem um vasto currículo relacionado com roubos e furtos e já é reincidente no mesmo tipo de crimes, pelos quais já foi condenado quatro vezes.

Os outros três homens, de 20, 26 e 43 anos, e uma mulher, de 35, acusados pelos mesmos crimes, foram condenados mas as penas foram suspensas, por não terem antecedentes criminais.