Manifestação

Portugueses espanhóis unidos contra mina de estanho e volfrâmio junto à fronteira

Portugueses espanhóis unidos contra mina de estanho e volfrâmio junto à fronteira

Um grito de alerta contra a instalação de uma mina de exploração de estanho e volfrâmio em Calabor, a três quilómetros da fronteira portuguesa, juntou portugueses e espanhóis na caminhada "Andar Contramina", este domingo.

O protesto decorreu ao longo de 7,5 quilómetros, pela na zona onde está previsto o projeto da empresa espanhola Valtreixal, na reserva da Biosfera da Meseta Ibérica, a maior reserva transfronteiriça da Europa, abrangendo ainda áreas da Rede Natura 2000. "Para alertar para o impacto que a mina pode ter em toda esta zona natural e, sobretudo, nos cursos de água, que desaguam no rio Sabor, e este no Douro", explicou Rui Loureiro, membro do Uivo-Por uma Reserva da Biosfera da Meseta Ibérica Livre de Minas.

Maria Duarte, membro da Plataforma Stop Mina de Calabor e proprietária de um balneário termal nesta localidade espanhola, considerou a iniciativa muito importante. "Muitas pessoas não têm ideia do impacto que as minas podem ter nesta região, porque não sabem que é descomunal, fora do lugar", justificou.

O projeto de exploração mineira a céu aberto está a aguardar as conclusões da avaliação ao Estudo de Impacte Ambiental submetido em abril de 2019, em Espanha, e em agosto de 2020, em Portugal.

"Espanha fez uma consulta ao governo português e, que se saiba, este não contestou. Em Espanha tem o projeto parado na Junta de Castilla y León na seção do Meio Ambiente, que tem que determinar o impacto ambiental e apresentar alegações. O projeto não tem ainda luz verde mas também não tem luz vermelha. Está tudo em aberto", afirmou Maria Duarte.

As aldeias da União das Freguesias de Rio de Onor e Aveleda e a freguesia de França, composta ainda pelas aldeias de Montesinho e Portelo, são as localidades portuguesas potencialmente mais afetadas, dada a proximidade da zona para onde está prevista a mina.

A concessão mineira é detida pela Valtreixal Ressources, uma empresa espanhola associada à Almonty Industries INC. A intenção de instalar uma mina a escassos quilómetros da fronteira portuguesa foi avançada pelo "Jornal de Notícias" na edição de 14 de agosto de 2020, quando o Estudo de Impacte Ambiental estava na reta final da consulta pública.

PUB

Em Calabor já houve exploração mineira diversas vezes, nos séculos XIX e XX, mas não há evidências de prospeção pelo menos desde 1969, há 52 anos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG