Covid-19

Vacinação contra a covid-19 passa para os centros de saúde em Bragança

Vacinação contra a covid-19 passa para os centros de saúde em Bragança

A Unidade Local de Saúde do Nordeste (ULSN) decidiu encerrar os 12 centros de vacinação contra a covid-19 no distrito de Bragança, que gradualmente passará a ser administrada nos centros de saúde, já a partir de setembro.

Segundo a ULSNE nos 12 centros de saúde do distrito "estão reunidas todas as condições de segurança para dar continuidade ao processo de vacinação".

A decisão vem na sequência das elevadas taxas de cobertura vacinal da população alcançadas nos 12 concelhos transmontanos, com mais de 80% dos habitantes com pelo menos uma dose de vacina e 70% com a vacinação completa. As equipas da ULSN já administraram 190. 825 vacinas contra a covid-19, das quais 106 630 correspondem a primeiras doses e 84.195 correspondem a segundas doses. A taxa de recusa situa-se nos 1,5%, com alguns utentes que inicialmente tinham recusado a vacina, acabaram por mudar de ideias e tomaram a vacina.

Os 12 Centros de Vacinação do distrito de Bragança, que serão encerrados, foram instalados em parceria com os municípios, no passado mês de abril, com o objetivo de criar as melhores condições para vacinar em massa e, de acordo com informações da ULSNE, "cumpriram com sucesso o seu propósito e vão ser desativados, gradualmente, à medida que a percentagem de população vacinada em cada concelho atinge os valores de referência nacional".

Neste sentido, os Centros de Vacinação de Alfândega da Fé, Macedo de Cavaleiros, Miranda do Douro e Torre de Moncorvo vão funcionar até ao final deste mês. Em Vinhais, o Centro de Vacinação mantém-se em funcionamento até ao dia 8 de setembro. E nos restantes concelhos, nomeadamente Bragança, Carrazeda de Ansiães, Freixo de Espada à Cinta, Mirandela, Mogadouro, Vila Flor e Vimioso mantém-se até ao dia 19 de setembro.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG