O Jogo ao Vivo

Exclusivo

Comboio vai voltar a apitar no Douro até à fronteira

Comboio vai voltar a apitar no Douro até à fronteira

Quase 35 anos depois do encerramento da linha Pocinho-Barca d'Alva, renasce a esperança no Douro de voltar a ter o comboio a apitar até à fronteira com Espanha. O ministro das Infraestruturas, Pedro Nuno Santos, garantiu nesta segunda-feira, em Freixo de Espada à Cinta, que o objetivo do Governo é "lançar o concurso público para o estudo prévio e para o projeto [de reativação] no primeiro trimestre de 2023". A data previsível de inauguração não foi avançada.

Pedro Nuno Santos foi a Freixo com a ministra da Coesão, Ana Abrunhosa, participar na apresentação do estudo de viabilidade para reabrir os mais de 27 quilómetros desativados em 1988. O troço desenvolve-se no distrito da Guarda, entre Pocinho (Vila Nova de Foz Côa) e Barca d'Alva (Figueira de Castelo Rodrigo).

De acordo com o documento, a reativação vai custar 75 milhões de euros. Prevê que seja "rentável do ponto de vista económico, com os benefícios a totalizarem mais de 84 milhões de euros", permitindo criar mais de 4700 empregos em negócios ligados ao turismo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG