O Jogo ao Vivo

Bragança

Furtos de água da rede pública detetados em Macedo de Cavaleiros

Furtos de água da rede pública detetados em Macedo de Cavaleiros

Furtos de água da rede de abastecimento público foram detetados esta semana na aldeia de Talhinhas, em Macedo de Cavaleiros, o que levou a GNR e técnicos da câmara municipal a cortar duas ligações ilegais, existindo ainda outras suspeitas.

Os casos foram detetados depois de a União das Freguesias de Talhinhas e Bagueixe ter sido alertada pela empresa Águas de Trás-os-Montes para "os consumos exagerados que a aldeia de Talhinhas apresentava nos últimos tempos", explicou o presidente da junta, Jorge Asseiro, indicando que há outros casos sob suspeita.

"Estes dois casos foram identificados e uma mulher foi apanhada em flagrante a desviar a água da rede pública. A junta de freguesia faz a leitura dos contadores da freguesia, como conhecemos a população, sabemos quantas pessoas vivem em cada casa e se têm quintais, conseguimos ter uma ideia do que se passa na realidade. Na análise das leituras, verificámos que algo não batia certo. Casas onde o consumo era quase nulo, mas regavam os quintais", explicou Jorge Asseiro.

"No passado domingo, logo pelas 9 horas, tivemos um alerta para falta de água em Talhinhas. O que era anómalo. O depósito da aldeia estava vazio e sem uma gota de água, apesar de no dia anterior estar cheio. Não encontramos nenhuma fuga na rede. Já suspeitávamos de algumas pessoas e reunimos provas. Na segunda-feira uma mulher foi apanhada em flagrante", descreveu.

Os furtos eram feitos em condutas de pré-instalação para futuras ligações à rede pública, onde ainda não existem contadores. "Abriram essas condutas e fizeram ligações diretas. Regavam hortas com essa água. Nesta aldeia moram cerca de 30 pessoas pelo que é fácil monitorizar os consumos de água e identificar gastos anómalos. O depósito da aldeia tem capacidade para mais de 40 mil metros cúbicos. Estava cheio mas a água desapareceu em menos de 24 horas", sublinhou o autarca.

Há vários anos que o concelho de Macedo de Cavaleiros lidera a lista dos municípios onde se desperdiça mais água. O Relatório Anual dos Serviços de Águas e Resíduos em Portugal de 2019 apontava que as autarquias portuguesas desperdiçam por dia 130 litros de água em cada ramal, mas Macedo de Cavaleiros estava acima dos 500 litros de água não faturada.

Outras Notícias