Consumo

Macedo de Cavaleiros investe 1,1 milhões em contadores de água inteligentes

Macedo de Cavaleiros investe 1,1 milhões em contadores de água inteligentes

A Câmara Municipal de Macedo de Cavaleiros vai investir 1,1 milhões de euros na instalação de 4300 contadores de telemetria para ajudar a reduzir as perdas de água na rede ou a não faturada.

Trata-se de um projeto que o vice-presidente do município, Rui Vilarinho, considera "pioneiro" por permitir medir em tempo real o consumo de água doméstico, ao fazer a recolha e centralização dos dados com recurso a um software inovador, sem necessidade de deslocação de técnicos ao terreno para receber as leituras.

"São milhões de euros que, todos os anos, o município deita literalmente pelo cano, por falta de condições para fazer esta monitorização em tempo real", referiu Rui Vilarinho.

PUB

A substituição dos contadores velhos pelos novos vai ser feita nos próximos seis meses e está inserida num projeto mais alargado de redução significativa das perdas de água e, simultaneamente, diminuição do volume consumido e não faturado.

O município tem em marcha desde 2021 um plano de ação de combate às fugas de água. "Os novos contadores estarão em comunicação com concentradores criteriosamente localizados e que enviam remotamente as leituras compiladas de cada setor para um computador, que centraliza toda a informação recolhida", acrescentou o autarca.

O projeto integrado reúne todas as etapas de monitorização do consumo, recolha dos dados e centralização das informações. "Tanto quanto sabemos, não se faz em mais nenhum município português", adianta Rui Vilarinho. A rede passa a ser monitorizada e o município recebe um alerta sempre que for detetado um consumo fora do normal e pode, de imediato, ativar uma equipa de técnicos para inspecionar o local e perceber se está em causa uma rutura na rede ou um furto de água.

O vice-presidente indicou que, graças ao trabalho que tem vindo a ser desenvolvido no último ano, já foi possível detetar algumas situações de consumos abusivos, que imediatamente foram interrompidos e comunicados às autoridades competentes. "O município tem um problema, conhecido, de desperdício de água por ruturas na rede e roubos de água", destacou.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG