Fogo

Dominado incêndio que consumiu cinco hectares de mato em Mirandela

Dominado incêndio que consumiu cinco hectares de mato em Mirandela

Chamas terão consumido cerca de cinco hectares de mato próximo do início da maior mancha de sobreiro de floresta virgem da península ibérica.

Está dominado o incêndio que deflagrou, ao final da manhã, em zona de mato, próximo da aldeia de Vale Madeiro, anexa de freguesia de Mirandela, que esteve a ser combatido por 56 operacionais, com o apoio de 14 viaturas e ainda de um meio aéreo ligeiro.

Eram 11.45 horas da manhã quando o alerta de incêndio foi dado, tendo ardido cerca de cinco hectares de mato.

O fogo foi dado como dominado, ao início da tarde, mas a alta temperatura que se faz sentir, esta quarta-feira, dificultou o trabalho dos soldados da paz. "Estamos a falar de uma humidade muito baixa com uma temperatura a rondar os 40 graus, mas felizmente temos a situação resolvida, mas vamos manter duas equipas para suprir qualquer eventualidade", refere o comandante dos bombeiros de Mirandela, Luís Carlos Soares.

O incêndio aconteceu numa zona muito próximo da mata do Quadrassal, onde começa a maior mancha de sobreiro de floresta virgem da península ibérica, integrada na Rede Natura 2000, rede europeia de preservação da biodiversidade e de habitats naturais.

Luís Carlos Soares admite que "a pronta intervenção dos operacionais dos meios disponibilizados" evitou que as chamas se estendessem para esse local, o que poderia resultar numa enorme tragédia. "Felizmente, correu bem, mas se as chamas tivessem chegado à zona do quadrassal, que tem uma densidade de combustível muito elevada, seria muito complicado", adianta.

O comandante dos bombeiros de Mirandela aproveita para deixar o apelo de se evitarem comportamentos de risco numa altura em que o concelho de Mirandela está em risco muito elevado de incêndio. "A utilização de máquinas agrícolas, ou qualquer tipo de utilização de fogo em espaço rural está interdito nestes dias, pelo que apelamos ao bom senso da população para que não adote comportamentos de risco que podem comprometer a vida das pessoas e os seus bens", alerta Luís Carlos Soares.

PUB

Por agora, está dominado o incêndio que deflagrou ao final da manhã, em Vale de Madeiro, Mirandela, que teve no combate às chamas mais de meia centena de operacionais, com o apoio de 14 viaturas e um meio aéreo ligeiro.

O núcleo de proteção ambiental da GNR de Mirandela está a proceder às investigações para tentar encontrar as causas que levaram à ignição deste incêndio.

No local, estão ainda duas equipas dos bombeiros para prevenir eventuais reacendimentos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG