Mirandela

Estudantes homenageiam jovem cabo-verdiano morto após espancamento em Bragança

Estudantes homenageiam jovem cabo-verdiano morto após espancamento em Bragança

Colegas de curso homenagearam, esta sexta-feira, o estudante Giovani Rodrigues, que perdeu a vida de forma trágica, após ter sido espancado à saída de um bar, em Bragança.

Numa ação de solidariedade e num apelo contra qualquer tipo de violência, a comunidade estudantil da Escola Superior de Comunicação, Administração e Turismo (ESACT) de Mirandela - escola desconcentrada do Instituto Politécnico de Bragança (IPB) - e em particular os alunos do curso de Design de Jogos Digitais, colegas de curso de Giovani Rodrigues, prestaram uma sentida homenagem ao estudante cabo-verdiano cuja morte está a ser investigada.

Na Ponte Velha, em Mirandela, foi depositada uma coroa de flores, e simultaneamente lançadas ao rio Tua 21 rosas, simbolizando os 21 anos do jovem cabo-verdiano. Houve ainda um minuto de silêncio em memória do aluno da ESACT de Mirandela.

"Estamos unidos contra a violência que não tenho dúvidas que se tratou de um caso isolado, porque não temos sentido que exista qualquer ódio racial para com os mais de dois mil alunos africanos que estudam em todo o IPB. Mas, esperemos que se faça justiça", disse Wanderley Antunes, presidente da Associação de Estudantes Africanos do IPB.

Também o Município de Mirandela se associou a esta homenagem. "Queremos dar um sinal de que estamos numa cidade segura com baixos índices de criminalidade e que os estudantes que escolham a ESACT de Mirandela para estudar não devem ter qualquer receio, apesar deste trágico desfecho de um episódio que estou certo foi isolado e que lamentamos", diz o vice-presidente da autarquia, José Miguel Cunha.

A par desta homenagem, está programada, para amanhã, em Bragança uma marcha pacífica e silenciosa, pelas 15 horas. "Será uma ação para reforçar ainda mais os nossos valores, que são os da paz, da sã convivência entre diferentes culturas, promoção dos valores da multiculturalidade e da tolerância", refere o presidente do IPB, Orlando Rodrigues.

A marcha terá início, no IPB, e seguirá até à Catedral, onde será realizada uma missa presidida pelo Bispo de Bragança e Miranda, D. José Cordeiro.

A Polícia Judiciária já terá identificado e interrogado 15 indivíduos que terão estado envolvidos na morte de Giovani Rodrigues, 10 dias depois de ter sido espancado à saída de um bar, em Bragança.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG