relatório

Falta de segurança em ponte de Mirandela

Falta de segurança em ponte de Mirandela

Município vai interditar a circulação a veículos pesados

A Ponte "Engenheiro Machado Vaz", em Mirandela, necessita de obras de beneficiação, no prazo de dois anos: foram detetadas "deficiências nas infraestruturas que suportam o tabuleiro", diz o relatório que o Município solicitou a uma empresa especializada.

A presidente do Município confirma o diagnóstico e a necessidade de serem tomadas medidas preventivas na próxima semana. "Já houve reuniões com a Infraestruturas de Portugal e com a PSP para se proceder ao corte do trânsito na ponte a veículos com mais de 30 toneladas", revela Júlia Rodrigues. A alternativa passará pela outra ponte da cidade que atravessa o rio Tua: a ponte "Europa" ou a saída Norte para a A4.

Falta saber de quem vai custear as obras, com um valor superior a 1,5 milhões de euros. "A IP diz que a estrada nacional foi desclassificada e com isso também a ponte passou a ser da responsabilidade da Câmara. No entanto, os nossos técnicos garantem que cabe à IP executar as obras", refere a autarca. "Se a resposta for negativa, as obras serão executadas por nós, mas depois vamos exigir à IP sermos ressarcidos do montante gasto", assegura.

A ponte foi inaugurada em 1970 e fazia parte do trajeto da antiga EN 15, que ligava Bragança ao Porto, e substituída, primeiro pelo IP4 e depois pela A4.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG