Mirandela

Hospital e obstetra pagam 385 mil euros

Hospital e obstetra pagam 385 mil euros

Pais de rapaz que nasceu há 15 anos com paralisia cerebral devido a recusa de médico vão ser indemnizados, ditou a justiça.

O Tribunal Administrativo e Fiscal (TAF) de Mirandela condenou a Unidade Local de Saúde do Nordeste e uma médica obstetra ao pagamento de uma indemnização de 385 mil euros, por danos morais e patrimoniais, aos pais de um rapaz (Gonçalo) que nasceu, há 15 anos, com paralisia cerebral, ficando com uma incapacidade para toda a vida de 95%.

Leia a nossa Edição Impressa ou tenha acesso a todo o conteúdo no seu computador, tablet ou smartphone assinando a versão digital aqui