Pandemia

Parque de campismo de Mirandela não abre no verão

Parque de campismo de Mirandela não abre no verão

O parque de campismo "Três Rios Maravilha", em Mirandela, estará fechado durante o verão como medida preventiva da propagação do novo coronavírus.

O parque fechou durante o Estado de Emergência e o Município decidiu não reabri-lo depois de ouvir as entidades ligadas à saúde. "Em virtude da atual situação provocada pelo surto do novo coronavírus e em concordância com a autoridade local de saúde pública, a Autarquia determina a não abertura", revela a vereadora Vera Preto.

O complexo tem uma área total de 36 mil metros quadrados, perto de 200 alvéolos disponíveis para tendas e caravanas, dois bungalows, restaurante e um campo de ténis.

Pelo parque de campismo passam anualmente, cerca de seis mil campistas e caravanistas por ano, o que significa uma perda de receita na ordem dos 80 mil euros. "Esta decisão tem de facto um impacto financeiro significativo, mas a nossa preocupação é a segurança e a saúde pública", adianta Vera Preto.

Há cerca de um ano que o parque de campismo passou a ser gerido pela Câmara de Mirandela, depois de o executivo liderado por Júlia Rodrigues ter denunciado o protocolo com a associação dos Bombeiros Voluntários de Mirandela, que entregava a gestão daquele complexo à corporação e que estava em vigor desde 2015.

O executivo municipal diz estar ciente do desalento causado na comunidade campista e caravanista, mas apela "à melhor compreensão desta decisão tomada após grande ponderação, cujo principal objetivo é a manutenção da saúde e segurança dos mirandelenses e dos utilizadores deste espaço conhecido nacionalmente", conclui a vereadora.

Vera Preto diz que só na próxima semana, depois de nova reunião com a autoridade de saúde pública e com as autoridades de segurança. haverá uma decisão definitiva sobre a abertura, ou não, da piscina municipal que está no interior do parque, e que durante os meses de verão recebe cerca de 30 mil pessoas.

Outras Notícias