Após dois meses

Português retido em Marrocos já chegou a Castelo Branco

Português retido em Marrocos já chegou a Castelo Branco

O albicastrense Márcio Santos, retido desde 17 março em Marrocos devido à pandemia de covid-19, chegou esta sexta-feira de manhã a Castelo Branco.

Está alojado em casa de um emigrante amigo, em quarentena, pelo que ainda vai ter de aguardar duas semanas para rever a esposa e filha de quatro anos.

O Ministério dos Negócios Estrangeiros e a Embaixada portuguesa em Marrocos conseguiram desenvolver as diligências necessárias. Márcio Santos viajou de barco de Tanger até Málaga, seguindo, depois, de carro até Castelo Branco. "Fizeram um grande trabalho, a começar pelas autorizações para poder viajar", referiu ao JN, agora mais descansado, porque há dias estava desesperado e sem dinheiro.

Márcio tinha ido a Marrocos - onde cessou um contrato de trabalho -em março para recuperar bens pessoais. Entretanto, face ao encerramento de fronteiras, já não conseguiu sair.

"Agradeço a todas as pessoas que ajudaram no meu pedido de repatriamento, em especial ao presidente da Câmara de Castelo Branco, ao senhor Américo Oliveira, que me ligou quase todos os dias. À minha família também o meu muito obrigado e desejo que retirem o resto dos portugueses que lá ficaram", diz ainda.

Quando chegou a Portugal, esta sexta-feira de manhã, ligou para a Linha Saúde 24, que lhe recomendou permanecer em isolamento profilático.

"Liguei para a minha médica de família que me deu a mesma resposta. Tenho uma filha de quatro anos e ela, ao ver-me em telechamada, fica muito agitada, quer estar comigo. Mas aguardemos mais uns dias, o pior já passou", diz emocionado.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG