Incêndio

Reforço de meios aéreos no combate ao fogo no Parque Natural da Serra da Estrela

Augusto Correia

Reforço de meios aéreos no combate ao fogo no Parque Natural da Serra da Estrela|

 foto Pedro Correia / Global Imagens

Pelotão da Volta a Portugal em ciclismo subiu à Torre com o cenário do fogo em fundo|

 foto PEDRO SARMENTO COSTA/LUSA

O fogo ativo na serra da Estrela mobilizava 607 operacionais, cerca das 10.30 horas. Segundo dados da Proteção Civil, o incêndio alastrou ao Vale Glaciar mas evoluiu favoravelmente.

O incêndio que está a destruir o Parque Natural da Serra da Estrela continua ativo e motivou o reforço dos meios aéreos. No domingo, eram sete, mas esta segunda-feira estão 10 no combate às chamas, que alastraram ao Val Glaciar.

Os 10 meios aéreos dão cobertura aos 607 operacionais, apoiados por 180 viaturas, que estão no combate ao incêndio de Garrocho, ativo desde as 3.18 horas de sábado.

Fonte do Comando Distrital de Operações e Socorro (CDOS) de Castelo Branco disse ao JN que o comabate ao incêndio está a "evoluir favoravelmente". As chamas, na zona do Parque Natural da Serra da Estrela, alastraram ao vale glaciar de Manteigas, um dos maiores e mais ricos da Europa, em termos de fauna e flora.

Ainda de acordo com o CDOS de Castelo Branco, a Estrada Nacional 338, que liga Piornos a Manteigas, continuava cortada, às 10.45 horas da manhã desta segunda-feira. Não havia, também, indicação de casas em perigo.