Idanha-a-Nova

50 mulheres fizeram uma árvore de Natal em crochê para enfeitar a aldeia de Medelim

50 mulheres fizeram uma árvore de Natal em crochê para enfeitar a aldeia de Medelim

Uma árvore de Natal feita de 788 quadrados de crochê, tricotados à mão, foi instalada à entrada da aldeia de Medelim, concelho de Idanha-a-Nova, depois de mobilizar durante um mês o trabalho de 50 mulheres.

A iniciativa é da Junta de Freguesia de Medelim, presidida por Ana Filipa Fonseca, e mobilizou durante um mês 50 mulheres de norte a sul do país, com ligações à aldeia de Medelim, no distrito de Castelo Branco.

"Nós [junta de freguesia] entrámos no final de outubro [tomada de posse]. Eu já tinha tido esta ideia e apresentei ao executivo que a apoiou", afirmou hoje Ana Filipa Fonseca à agência Lusa.

A árvore de Natal, exposta na rotunda à entrada de Medelim, tem 3,80 metros de altura, 12 metros de diâmetro e é constituída por 788 quadrados de crochê, cada um com 20X20 centímetros.

"Tudo começou com um grupo de oito pessoas no início de novembro. Passados poucos dias tínhamos já umas 40 pessoas a trabalhar. Pessoas de Lisboa e de outras partes do país, com ligação a Medelim, trabalharam em conjunto para tornar possível esta árvore de Natal", disse.

A autarca sublinhou que a junta de freguesia forneceu as lãs necessárias à confeção e as pessoas tricotavam os quadrados de crochê em casa, que posteriormente eram enviados por correio para Medelim.

"Não tínhamos a noção de que a árvore de Natal ia tomar estas proporções. A ideia inicial foi envolver a comunidade local e colocá-los a trabalhar em conjunto. O espírito da construção desta árvore era cultivar o sentido de comunidade", sustentou.

PUB

Ana Filipa Fonseca realçou que a adesão "foi muito grande" e o objetivo passava por ter a árvore de Natal pronta no dia 01 de dezembro, o que veio a acontecer.

"No dia 01 [dezembro] tínhamos a árvore pronta e foi colocada numa rotunda à entrada da aldeia. Vieram pessoas que não vivem em Medelim ajudar a colocar e a montar a árvore de Natal", concluiu.

Medelim, também conhecida pela aldeia dos balcões, onde existem mais de 200 (escadas de lajes grandes, em granito que dão acesso à principal entrada da habitação), tem atualmente cerca de 230 habitantes, a maioria idosos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG