Incêndio

Mais de mil operacionais combatem fogo de Vila de Rei e Mação

Mais de mil operacionais combatem fogo de Vila de Rei e Mação

Mais de mil operacionais combatem, esta segunda-feira, o incêndio de Vila de Rei e Mação, que já causou um ferido grave, e que tem 10% das chamas por dominar.

As duas frentes do incêndio que deflagrou no sábado em Vila de Rei, no distrito de Castelo Branco, estão dominadas em 90% e os restantes 10% "estão a arder e a carecer de muita atenção", de acordo com a proteção civil.

"[O fogo] tem um perímetro ativo de 10%, com chama. Foi feito um esforço durante a noite por parte de todos os efetivos no teatro de operações. Todo o efetivo está concentrado", avançou o comandante do Agrupamento Distrital do Centro Norte, Pedro Nunes, num primeiro ponto de situação hoje de manhã.

De acordo com informação disponível no site da Autoridade Nacional da Proteção Civil, às 8.50 horas, estavam no terreno ainda 1028 operacionais, apoiados por dois meios aéreos e 329 viaturas.

Vários incêndios deflagraram no distrito de Castelo Branco ao início da tarde de sábado. Dois com origem na Sertã e um em Vila de Rei assumiram maiores dimensões, tendo este último alastrado ao concelho de Mação, Santarém, e provocado um ferido grave no sábado.

Há ainda nove feridos ligeiros e mais de duas dezenas de pessoas foram assistidas no terreno pelas equipas do INEM. As chamas também já atingiram habitações, num número ainda não quantificado pelas autoridades, depois de durante a tarde de domingo as chamas terem ameaçado dezenas de aldeias, segundo autarcas.