Coimbra

Casa da Escrita de Coimbra homenageia Manuel António Pina

Casa da Escrita de Coimbra homenageia Manuel António Pina

O escritor e jornalista Manuel António Pina, falecido em outubro, vai ser homenageado em Coimbra, na próxima sexta-feira, por ocasião do segundo aniversário da Casa da Escrita, anunciou, esta terça-feira, a autarquia em conferência de imprensa.

Segundo a vice-presidente e vereadora da Cultura da Câmara de Coimbra, Maria José Azevedo Santos, a homenagem ao antigo cronista conta com a participação dos escritores Álvaro Magalhães, José Carlos Seabra Pereira e Osvaldo M. Silvestre e inclui visionamento de imagens, música, leituras, evocações e interpretações.

A cerimónia, marcada para as 17 horas, inclui ainda recitação de poemas por Maria Manuel Almeida e de João Rasteiro.

Para assinalar o segundo aniversário da Casa da Escrita de Coimbra, inaugurada a 28 de outubro de 2010, a autarquia de Coimbra preparou para quarta-feira um vasto programa dedicado à escrita, literatura, ilustração, ciência, música e exposições.

As atividades iniciam-se às 10 horas, com uma oficina de ilustração e de escrita para alunos do Jardim Escola João de Deus, animada por António Vilhena e Inês Massano, seguindo-se uma sessão de divulgação de ciência em Portugal, para alunos da Escola Martim de Freitas e do Colégio São Teotónio, conduzida por António Piedade.

Da parte da tarde, realiza-se um oficina do livro com o encadernador e dourador Domingos Girão e intervenção de José Ribeiro Ferreira, e é inaugurada uma exposição bibliográfica intitulada "75 anos de Sedução (Marmelo e Silva e a cultura neo-realista em Coimbra)", comentada por Seabra Pereira, Arnaldo Saraiva, António Pedro Pita e Marta Afonso.

As atividades incluem ainda uma sessão sobre a "Palavra e imagem: em torno de Osvaldo, enfeitiçador de Cobras e Lagartos", um texto de Helena Osório e capa de José Rodrigues, com apresentação de Pires Laranjeira.

PUB

O programa termina com um breve recital de poesia e música interpretado pelo Conservatório de Música de Coimbra e da secção de Escrita e Leitura da Associação Académica e a intervenção da vice-presidente Maria José Azevedo Santos.

As comemorações do segundo aniversário da Casa da Escrita encerram na sexta-feira, com a homenagem a Manuel António Pina e a inauguração da exposição "Progestos_Obgestos", de António Barros, inserida no ciclo "Nas escritas da PO.Ex", e a intervenção do presidente da Câmara de Coimbra, João Paulo Barbosa de Melo.

Num balanço à atividade desenvolvida neste período, a vice-presidente Maria José Azevedo Santos salientou que "não fizemos tudo, mas o que fizemos foi bem feito e é com grande entusiasmo que hoje a Casa da Escrita é uma referência nacional e internacional".

"Temos na casa uma residência artística por onde passaram, nestes dois anos, cerca de duas dezenas de artistas de Portugal, Cuba, Brasil, África e vários outros pontos do mundo", sublinhou a autarca à agência Lusa, referindo que a Casa da Escrita está de "portas escancaradas ao mundo e a todas as tendências", desde as clássicas até ao vanguardismo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG