Vandalismo

Estátua do fundador dos escuteiros vandalizada em Coimbra

Estátua do fundador dos escuteiros vandalizada em Coimbra

Uma estátua do fundador dos escuteiros, Baden Powell, foi vandalizada na madrugada deste sábado na zona de Santa Clara, em Coimbra.

A cabeça da estátua, que está situada no meio de uma rotunda pouco acima do Convento de São Francisco, foi arrancada.

Em nota enviada à agência Lusa, o Núcleo Centro-Norte da Região de Coimbra do Corpo Nacional de Escutas (CNE) sustenta que a vandalização do busto em pedra calcária ocorreu na madrugada deste sábado, numa rotunda localizada na zona de Santa Clara.

"Os atos de manifestação não se realizam com vandalismo. Qualquer tipo de manifestação tem que ser ordeira, sob pena de perder toda a credibilidade", refere o comunicado dos Corpo Nacional de Escutas, assinado pelo chefe de núcleo, Frederico Marques dos Santos.

"Uma sociedade civilizada não se coaduna com este tipo de práticas. Não vivemos numa anarquia. Não temos a capacidade nem o direito de «apagar» o passado. Mas, somos todos responsáveis por 'escrever' o presente", acrescenta o comunicado.

O monumento foi inaugurado em julho de 2004 numa iniciativa da Câmara Municipal de Coimbra, Junta de freguesia de Santa Clara e Agrupamento 162 do CNE.

Desde a morte de George Floyd, o afro-americano que foi sufocado por um agente da polícia nos EUA, que estátuas em todo o mundo foram questionadas e vandalizadas por milhares de manifestantes.

PUB

As ações chegaram também a Portugal com a vandalização da estátua do Padre António Vieira, em Lisboa, com a inscrição da palavra "descoloniza".

Também em Braga, a estátua do Conégo Melo foi vandalizada. Tinha sido pintada com tinta vermelha no dia 25 de abril e foi depois acrescentada tinta azul na semana passada. Ambas já foram limpas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG