Queima de Coimbra

Carro "Alcoholocausto" circulou sem nome e com mensagens de protesto

Carro "Alcoholocausto" circulou sem nome e com mensagens de protesto

O carro de História do Cortejo da Queima das Fitas de Coimbra, cujo nome original era "Alcoholocausto", vai desfilar sem nome e com mensagens a criticar a falta de liberdade de expressão, no Cortejo deste domingo.

Os elementos do carro lamentam as críticas da opinião pública. No lugar do nome, estará um ponto de interrogação e mensagens como "com esta polémica toda, parece que há Polícia Académica".

Segundo André Oliveira, um dos elementos do carro, "não foi dado o benefício da dúvida e ninguém se mostrou disponível para dialogar a não ser o diretor da Faculdade de Letras". "Quisemos alertar que vamos sair daqui licenciados em História sem nunca abordar este tema e nós quisemos que ele não caísse no esquecimento", aponta.

O carro de História vai, durante o desfile, distribuir folhetos a evocar o Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto.