O Jogo ao Vivo

Coimbra

Sindicatos pararam trânsito na Ponte de Santa Clara

Sindicatos pararam trânsito na Ponte de Santa Clara

Cerca de meia centena de elementos de sindicatos com sede em Coimbra cortaram, durante dez minutos, a Ponte de Santa Clara, via que faz a ligação entre as duas margens do rio Mondego. A manifestação não gerou grande protesto por parte dos condutores.

Os manifestantes juntaram-se na ponte por volta das 15 horas, tendo ficado concentrados no local durante cerca de uma hora. A meio da concentração, pelas 15.30 horas, cortaram mesmo o trânsito, com uma faixa que dizia "Não ao roubo do subsídio de Natal. Luta!" e palavras de ordem como "É preciso, é urgente, uma política diferente" ou "Defender Portugal com uma greve geral".

"Houve um acto de banditismo social desenvolvido pelo Governo. Aquilo que aconteceu é um autêntico saque", acusa o secretário-geral da Fenprof, Mário Nogueira. Para o sindicalista, a acção visou mostrar a indignação e a revolta contra os que estão no Governo.

Os condutores que iam atravessar a ponte durante os dez minutos da paragem não esconderam o incómodo, mas compreenderam a acção dos sindicatos.