O Jogo ao Vivo

Coimbra

"Situação muito crítica". Caudal do Mondego acima do nível de segurança

"Situação muito crítica". Caudal do Mondego acima do nível de segurança

O caudal do rio Mondego no açude-ponte de Coimbra ultrapassou os limites de segurança de 2000 metros cúbicos por segundo (m3/s) às 9.30 horas.

Em comunicado à agência Lusa, a Câmara Municipal de Coimbra, que cita informação da Agência Portuguesa do Ambiente (APA) enviada à Proteção Civil Municipal, diz que o caudal do rio tem "tendência de subida durante as próximas horas, sendo a situação muito crítica".

No texto, a autarquia de Coimbra adianta que "é expectável uma situação crítica de cheia", recomendando à população que se mantenha "em estado de permanente alerta e a respeitar todas as indicações das autoridades que estão no terreno e sinalização".

A possibilidade da situação crítica de cheia decorre, entre outros fatores, da albufeira da barragem da Aguieira, a montante de Coimbra, no rio Mondego, estar com 94% da sua capacidade, da barragem das Fronhas, no rio Alva, afluente do Mondego estar "no nível máximo de cheia" e ainda da "intensidade elevada e ausência de monitorização do Rio Ceira", outro afluente da margem esquerda do Mondego.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG