Exclusivo

A tragédia na Figueira e o pedido de ajuda: "Devem estar todos mortos"

A tragédia na Figueira e o pedido de ajuda: "Devem estar todos mortos"

Quatro pescadores lúdicos na zona de Coimbra morreram no naufrágio de uma embarcação na Figueira da Foz. Único sobrevivente da tragédia conseguiu chegar à praia e foi a pé até ao hospital pedir socorro.

"Estava a sair do carro e apareceu-me um senhor a pedir socorro. Vinha só de cuecas, cheio de areia na cabeça e ferido numa mão. Dizia que não sabia onde estava". O testemunho é de uma funcionária da limpeza do Hospital Distrital da Figueira da Foz, que, este sábado de manhã, cerca das 7 horas, foi a primeira pessoa a socorrer o único sobrevivente do naufrágio de uma embarcação marítimo-turística, que aconteceu perto da praia do hospital, a sul da barra da Figueira da Foz. A mulher não sabia, mas o "senhor" era Paulo Veríssimo, de 56 anos, residente na Feteira, em Cernache, Coimbra. Foi o único a sair do mar pelo próprio pé, em busca de socorro. Na água, ficaram os quatro amigos, já inanimados. Tirando Paulo, morreram todos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG