O Jogo ao Vivo

Mondego

Autoridades vão tentar reforçar dique em perigo de rotura

Autoridades vão tentar reforçar dique em perigo de rotura

A Câmara de Montemor-o-Velho está a analisar a possibilidade de reforçar o dique periférico direito que está em perigo de rotura e que já obrigou à evacuação da zona baixa de Casal Novo do Rio.

O presidente da Câmara, Emílio Torrão, disse este domingo que "foi detetado um pequeno aluimento com escorrência na margem esquerda do dique periférico direito" e que, por isso, "a Câmara mandou evacuar a povoação de Casal Novo do Rio".

"Existe perigo, por isso mandei evacuar. A água que está acumulada no vale central [zona agrícola entre o canal principal do Rio Mondego e o leito periférico direito] está a fazer pressão sobre o dique e existe perigo de rompimento", explicou.

Esta zona não é acessível por meios terrestres e terá uma profundidade de 10 metros.

A água que está a entrar no buraco do dique que colapsou no sábado, junto a Formoselha, está a canalizar 400 a 500 m3 por segundo para o vale central, que agora pressiona este leito periférico direito.

Já o comandante distrital de operações de socorro de Coimbra, Carlos Luís Tavares, disse que as autoridades estão a avaliar a situação.

PUB

"Neste momento, não há como dizer que estamos a correr qualquer risco, mas estas escorrências podem provocar alguma fragilidade à margem do dique e criar rotura. Como havia grande concentração de pessoas na zona, foi dada ordem à GNR para as retirar dali", sintetizou.

O projetista daquela obra vai estar este domingo em Montemor-o-Velho para se reunir com as autoridades e analisar a situação.

A rotura iminente do dique periférico do rio Mondego junto a Montemor-o-Velho está a obrigar este domingo à evacuação da zona baixa da localidade do Casal Novo do Rio, anunciou a Câmara.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG