Premium

Pampilhosa contorna lei para recrutar funcionários

Pampilhosa contorna lei para recrutar funcionários

À semelhança da Câmara de Pedrógão Grande, a Autarquia serrana também se socorreu de uma associação para contratar 49 trabalhadores, apesar de estar legalmente impedida.

A Câmara de Pampilhosa da Serra (PSD) também recorreu à Pinhais do Zêzere - associação privada sem fins lucrativos localizada em Pedrógão Grande - como "testa de ferro" para contratar trabalhadores para o município, apesar de estar impedida legalmente de o fazer. O presidente da Autarquia, José Dias, confirma a utilização deste expediente, mas garante ter sido um "processo transparente".

José Dias explica que os trabalhadores celebravam contratos com a Pinhais do Zêzere para prestar serviços à Câmara. "As pessoas trabalhavam sob as nossas ordens e picavam o ponto", afirma. "Não temos nada a esconder, foi tudo feito de uma forma clara. Não sei se é uma irregularidade. O meu objetivo é resolver o problema das pessoas", disse ontem ao JN.