Soure

Trabalhos de remoção de carruagens já estão a decorrer em Soure

Trabalhos de remoção de carruagens já estão a decorrer em Soure

Os trabalhos de remoção das carruagens envolvidas no acidente que ocorreu, na segunda-feira à noite, na Linha do Norte já estão a decorrer. A colisão entre um "Intercidades" e um "Regional" fez, pelo menos, 15 feridos que necessitaram de assistência hospitalar.

De acordo com Carlos Luís, comandante dos bombeiros de Soure, ouvido pela Lusa na estação de Alfarelos/Granja do Ulmeiro, local do acidente, estão a decorrer já os trabalhos de remoção das composições que permanecem na linha, no sentido Sul-Norte, onde as composições embateram.

Um comboio Intercidades embateu na retaguarda de um Regional, parado à entrada da estação de Alfarelos/Granja do Ulmeiro, concelho de Soure, na segunda-feira, pelas 21.15 horas.

No local estão dezenas de trabalhadores a realizar as operações de remoção.

As cinco carruagens do "Intercidades" envolvidas no acidente já foram retiradas das vias, onde permanece agora a máquina daquele comboio e os destroços de uma das carruagens do regional em cima.

Duas carruagens do comboio regional estão tombadas ao lado.

Com o nascer do dia consegue ver-se muitos destroços e as catenárias que abastecem de energia os comboios completamente destruídas.

O comandante dos bombeiros adiantou que a Refer, empresa responsável pelos trabalhos de remoção, calcula que a circulação na via do sentido Sul-Norte "deverá estar reposta ao final do dia".

Na outra linha, Norte-Sul, onde estão tombadas duas carruagens, os trabalhos de remoção "são mais difíceis".

De acordo com fonte da CP, dos 18 comboios de serviço Alfa Pendular programados para hoje, 13 vão-se realizar com transbordo entre Coimbra B e Pombal e cinco foram cancelados. São eles o Alfa Pendular Braga/Lisboa, três comboios Alfa Pendular entre Porto/Campanhã e Lisboa e um Alfa Pendular Santa Apolónia/Lisboa e o Porto.

Ainda ao nível do serviço de longo curso, dos doze comboios Intercidades programados entre Lisboa e Porto, sete serão realizados com transbordo entre Coimbra B e Pombal e os restantes cinco não serão realizados (quatro no sentido de Santa Apolónia e o Porto e um no sentido inverso, Porto/Campanhã e Lisboa).

O Governo ordenou à Refer e à CP a abertura de um inquérito para apuramento das causas deste acidente, "cujas conclusões preliminares deverão ser apresentadas nas próximas 72 horas", refere uma nota divulgada na segunda-feira à noite pelo Ministério da Economia, que gere a pasta dos transportes.